quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

O “espírito natalino” é uma tremenda farsa


O Natal é uma invenção da cristandade e que se tornou o carro chefe do mundo capitalista. As pessoas só pensam em compras e festas e se esquecem do que acontece ao seu redor.
O "espírito natalino" é uma tremenda farsa. Pense. Porque algumas pessoas se comovem nessa época do ano e resolvem fazer coletas de cobertor, etc, e tal e, no resto do ano esquecem que as pessoas têm fome e passa frio? Então dirás: é melhor fazer isso uma vez no ano do que nunca fazer.
É um discurso passível de desconstrução. Quem lucra com o Natal? A Coca-Cola, a Sadia e Perdigão, as indústrias de Panetone, etc. E o pobre coitado que está lá na sarjeta sem um futuro? O que ele ganha com o Natal? Se der sorte, ganha uma cesta com bombons. Esse é o espírito natalino.
É lamentável que as pessoas consigam se deixar levar pelos discursos consumistas de um mundo capitalista e cruel que ativa a mente dos consumidores. Promoções de final de ano arrebatam os milhares de consumidores compulsivos e os destroem.
A mídia consegue passar um discurso de bondade e solidariedade que deveria existir nas pessoas o ano todo e não somente em uma data especifica. Mal começa o mês de dezembro e há uma avalanche de filmes “natalinos” e mensagens subliminares em busca das mentes ociosas e sedentárias diante do aparelho. Os índices econômicos informam que haverá um crescimento em porcentagens nas vendas de final de ano com relação ao ano anterior. As ruas estão cheias de pessoas em busca de comprar um presente para a família ou alguém especial.
Fazem festas em comemoração ao nascimento de Cristo sem mesmo saber a origem da festa de Natal que não tem nada haver uma coisa com a outra. É como o estouro de uma boiada. Não há como correr em sentido contrário ou seremos pisoteados.
Uma das coisas que Cristo mais combateu durante o seu ministério na Terra foi à hipocrisia. E, nunca se vê tanta hipocrisia como na época natalina.
Haja paciência!

Texto: Odair

Um comentário:

Gamithis disse...

Pois é meu amigo!... é cada coisa que vemos: farsas travestidas de verdades absolutas, e uma turba acreditando em mentiras positivadas como verdade.
Porém o mais triste em tudo isso é ver pessoas "bem intencionadas" festejar tal data como algo bíblico e emanado pelas hostes celestiais, inculcando em seus membros/seguidores que o natal é uma festa bíblica...e o pior, eles acreditam sem questionar... é triste.
Gostei do seu texto.
Fazendo um jabazinho dêem uma olhada neste link: http://digoeunaoosenhor.blogspot.com/2008_12_01_archive.html muito interessante o artigo.